Rosemberg defende PT na vice de Geraldinho: 'Não vejo nenhuma distensão'

Foto de Evilásio Júnior

Evilásio Júnior

Blog do Vila

06 de fevereiro de 2024 às 06h59

 | 

Foto: Evilásio Júnior

Imagem de Rosemberg defende PT na vice de Geraldinho: 'Não vejo nenhuma distensão'

Apesar de muitos petistas defenderem que o partido abdique da indicação da vice na chapa de Geraldo Júnior (MDB) à Prefeitura de Salvador, o líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, Rosemberg Pinto, nega haver desavenças internas. 

Os dois nomes da sigla colocados até agora – a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social Fabya Reis e o vereador Luiz Carlos Suíca – enfrentam resistências. A primeira por ser de Itamaraju, não ter atuação nem base política na capital e ser esposa do deputado federal Valmir Assunção, que seria o grande beneficiado com a escolha, segundo alguns correligionários. O segundo por ser homem, ter enfrentado processo de expulsão do partido e muitas vezes visto como "aliado" do prefeito Bruno Reis (União Brasil).  

No entanto, para o parlamentar estadual, a legenda teria melhores condições de agregar valor à disputa majoritária. "Lógico, é o meu desejo. Acho que a candidatura de Geraldinho a prefeito Salvador, na minha opinião, deve ter uma representação partidária consolidada. Vejo isso nos demais partidos que são da base aliada, mas acho que o PT tem um nome que ajudará. Essa composição MDB e PT... E não vejo nenhuma distensão dentro do PT. No primeiro momento sempre há aquela disputa, porque a vontade era que o prefeito fosse do PT, mas isso já está pacificado. O nome de Geraldinho é de consenso de todos nós e, obviamente, estamos trabalhando para encontrar o melhor nome para apresentar e formar uma chapa extremamente competitiva nas eleições de Salvador", argumentou Rosemberg, em entrevista ao Portal Salvador FM

Embora negue ter "um favorito", o líder governista admite ter uma inclinação pela titular da Seades. "Olha, eu gosto do nome de Fabya, mas ainda não fechei uma posição. O PT não fechou ainda em uma posição, mas eu gosto do nome de Fabya. Eu acho que ela é uma pessoa extremamente qualificada e quem ganha é a cidade de Salvador com um nome da qualificação dela. Primeiro, Fabya tem o seu brilho próprio, com todo o respeito a Valmir Assunção, mas ela não é a esposa de Valmir Assunção na política. Ela é uma secretária qualificada que tem relacionamento no Brasil e na Bahia. Então, ela tem legitimidade, qualificação para atuar em qualquer lugar do estado, inclusive em Salvador, como ela faz, e acho que tem tranquilamente condição de compor uma chapa", opinou. 

Mesmo assim, Rosemberg vê condições para outras siglas da base pleitearem a vaga. "Nós não podemos resumir esse debate apenas ao PT. Eu defendo que seja do PT, mas pode ser de um outro partido, desde que qualifique, ajude, dê musculatura maior à chapa para a gente apresentar para a cidade de Salvador", considerou.

Programas

Ver mais

Imagem de Madruga Salvador

Madruga Salvador

Agora, às 00h00
Imagem de Acorda Salvador

Acorda Salvador

Paulinho FP

Depois, às 04h00
Imagem de Bom Dia Salvador

Bom Dia Salvador

Jeffinho

Depois, às 07h00
Imagem de Bahia Notícias No Ar

Bahia Notícias No Ar

Rebeca Menezes e Maurício Leiro

Depois, às 12h00
Imagem de Tô na Salvador

Tô na Salvador

Ivis Macêdo

Depois, às 13h00
Imagem de Pipoco

Pipoco

Dinho Junior

Depois, às 16h00
Imagem de Pida! Music

Pida! Music

Léo Sampaio

Depois, às 18h00
Imagem de Fora do Plenário

Fora do Plenário

Juliana Nobre e Diego Vieira

Depois, às 19h00
Imagem de A Voz do Brasil

A Voz do Brasil

Depois, às 20h00
Imagem de Sofrência, Samba e Modão

Sofrência, Samba e Modão

Jota P

Depois, às 21h00
Logo da Rádio Salvador FM

Rádio Salvador FM