Éden espera renovação dentro do PT nacional ao comentar cenário no diretório estadual: 'Irreversível'

Foto de Yuri Abreu

Yuri Abreu

Política

05 de janeiro de 2024 às 10h28

 | 

Foto: Divulgação

Imagem de Éden espera renovação dentro do PT nacional ao comentar cenário no diretório estadual: 'Irreversível'

O presidente do PT da Bahia, Éden Valadares, afirmou esperar um processo de renovação dentro do diretório nacional do partido da mesma forma vem acontecendo, segundo ele, dentro da associação estadual.

Nesta semana, a discussão voltou à tona após o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmar que o PT precisa entrar no debate sobre a sucessão do presidente Lula (PT) visando às eleições presidenciais de 2030 - para 2026, Haddad acredita que o nome do chefe do Executivo federal é o natural.

"Mas, excluído 2026, o fato é que a questão vai se colocar. E penso que deveria haver uma certa preocupação com isso (...) Porque a natureza da liderança do Lula é diferente da de outros fenômenos eleitorais", disse Fernando Haddad ao Globo.

No entanto, em uma espécie de "puxão de orelha" no correligionário, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmaan, disse que o debate sobre o assunto é "extemporâneo". "Nós precisamos fazer com que tudo dê certo porque é isso que vai garantir a sucessão, inclusive a reeleição de Lula na próxima eleição. Temos que entregar resultados ao povo brasileiro, foi para isso que a gente elegeu o presidente Lula e fizemos o enfrentamento que fizemos ao longo desse tempo", disse a também deputada federal pelo Paraná.

Processo "irreversível"

Para Éden, o processo de renovação no PT baiano, é "irreversível", ao desejar que o cenário ocorra também em nível nacional. “No PT da Bahia é um processo irreversível a renovação. Ela acontece, já aconteceu na escolha de Rui [Costa] como candidato na sucessão de Jaques Wagner, ela se aprofunda com a escolha de Jerônimo para suceder Rui”, disse o presidente do PT, em entrevista à TV Aratu, ao citar outros nomes como Adolpho Loyola, chefe de gabinete do governador; Bruno Monteiro, secretário de Cultura, e Felipe Freitas, de Justiça e Direitos Humanos.

“Esse processo de renovação do PT não vai dar ré. Será assim na próxima gestão da Executiva, que será ainda mais renovada e acredito eu que nessa eleição de prefeito a gente terá muita gente nova se elegendo prefeito e prefeita pelo PT, e vai se refletir na composição do governo Jerônimo Rodrigues e na eleição de deputados federais e estaduais. Grosso modo, minha geração vai às urnas agora”, acrescentou Éden.

Suporte de Wagner

Para o dirigente, esse processo de renovação teve incentivo por parte do senador Jaques Wagner (PT-BA) e, além das eleições de 2024, tem como meta obter um bom desempenho no pleito de 2026, espcialmente quanto as bancadas na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). 

“Então tem uma geração que chega ao PT primeiro com a minha chegada à presidência com todo apoio, incentivo e encorajamento de Wagner. Wagner é um entusiasta real desse processo de renovação e acho que quando o faz ele também se auto renova, ele também se rejuvenesce quando faz isso e por isso ele se mantém como essa liderança que é para o PT e para o nosso grupo”, finalizou Éden.

Programas

Ver mais

Imagem de Acorda Salvador

Acorda Salvador

Paulinho FP

Agora, às 04h00
Imagem de Bom Dia Salvador

Bom Dia Salvador

Jeffinho

Depois, às 07h00
Imagem de Bahia Notícias No Ar

Bahia Notícias No Ar

Rebeca Menezes e Maurício Leiro

Depois, às 12h00
Imagem de Tô na Salvador

Tô na Salvador

Ivis Macêdo

Depois, às 13h00
Imagem de Pipoco

Pipoco

Dinho Junior

Depois, às 16h00
Imagem de Pida! Music

Pida! Music

Léo Sampaio

Depois, às 18h00
Imagem de Fora do Plenário

Fora do Plenário

Daniela Prata e Evilásio Junior

Depois, às 19h00
Imagem de A Voz do Brasil

A Voz do Brasil

Depois, às 20h00
Imagem de Sofrência, Samba e Modão

Sofrência, Samba e Modão

Jota P

Depois, às 21h00
Logo da Rádio Salvador FM

Rádio Salvador FM