Ministro da Saúde participa de Conferência Internacional sobre Educação Médica em Portugal

Foto de Redação Salvador FM

Redação Salvador FM

Política

21 de maio às 14h36

 | 

Foto: Marcos Lopes

Imagem de Ministro da Saúde participa de Conferência Internacional sobre Educação Médica em Portugal

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, cumpre agenda internacional a partir desta sexta-feira (20), em Portugal. Ele participou de uma Conferência Internacional sobre Educação Médica e falou sobre o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e a implementação de novas tecnologias na formação de profissionais médicos do Brasil.

“As faculdades de medicina existem para formar médicos como transformadores da sociedade. Profissionais com conhecimento e saber, que vão modificar indicadores de saúde pública. É necessário ter profissionais de saúde qualificados para atender às demandas da população”, disse Queiroga.

Segundo o ministro, a população brasileira tem à disposição mais de 500 mil médicos. Com mais de 369 escolas médicas e 39,3 mil vagas ofertadas por ano, a expectativa, de acordo com a projeção, é que o Brasil tenha mais de 800 mil profissionais médicos até o ano de 2030. “O Governo Federal firmou o compromisso com o fortalecimento do SUS de forma integral, desde a Atenção Primária. E isso também significa fortalecer a formação de profissionais de saúde qualificados que possam atender aos anseios da população brasileira”, contou.

Ainda de acordo com a apresentação, a assistência médica no Brasil tem se tornado cada vez mais feminina. Em 2020, 47% dos novos registros nos Conselhos Regionais de Medicina foram de médicas. A especialidade mais procurada por elas é a dermatologia, seguido da pediatria, endocrinologia e medicina da família e comunidade. Já entre os homens, as especialidades são urologia, ortopedia e traumatologia, neurocirurgia e cirurgia geral.