Mulheres entre 35 e 45 anos são mais vulneráveis a doenças cardiovasculares, alerta Ministério da Saúde

Foto de Redação Salvador FM

Redação Salvador FM

Saúde

16 de maio às 12h29

 | 

Foto: Ministério da Saúde

Imagem de Mulheres entre 35 e 45 anos são mais vulneráveis a doenças cardiovasculares, alerta Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde chamou a atenção para as brasileiras que têm entre 35 e 65 anos, pois elas correspondem à faixa etária com maior risco para as doenças que afetam o coração. Neste sábado (14), foi comemorado o Dia Nacional de Conscientização das Doenças Cardiovasculares.

Cerca de 40% das mulheres do país estão na etapa em que ocorre o climatério, período de transição entre a fase reprodutiva e a fase pós-menopausa. Esse é um dos fatores de risco para as doenças cardiovasculares.

Segundo dados do estudo Global Burden of Disease (GBD) publicados em 2020, as doenças cardiovasculares são a primeira causa de morte no Brasil, com aumento do número de portadores de 1,48 milhão em 1990 para mais de 4 milhões em 2019. Além disso, de acordo com o estudo, o número de óbitos por doenças cardiovasculares aumentou de 12,1 milhões, em 1990, para 18,6 milhões, em 2019.

Apesar da taxa de mortalidade ser semelhante em ambos os sexos, as mulheres podem ser mais acometidas por algumas alterações e disfunções cardiovasculares.

Segundo a Estatística Cardiovascular - Brasil 2021, da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), as queixas de dores do peito, que podem estar relacionadas a problemas cardiovasculares e obstrução de artérias do coração, foram mais prevalentes em mulheres do que em homens em todos os estudos analisados.