Programa Morar Melhor chega ao Calabetão pela segunda vez e reforma mais 200 casas

Foto de Redação Salvador FM

Redação Salvador FM

Salvador

15 de junho de 2024 às 18h43

 | 

Foto: Betto Jr. / Secom PMS

Imagem de Programa Morar Melhor chega ao Calabetão pela segunda vez e reforma mais 200 casas

O bairro do Calabetão recebeu, pela segunda vez, mais uma etapa do programa Morar Melhor. O prefeito Bruno Reis e o secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Francisco Torreão, estiveram na localidade neste sábado (15) para entrega de mais 200 casas reformadas através da iniciativa, que vem transformando a realidade de famílias de baixa renda na capital baiana com a realização de melhorias habitacionais.

No total, o Calabetão passa a somar 500 lares requalificados pela Prefeitura. Em toda a cidade, já são mais de 52 mil casas reformadas. Por meio do programa, são realizados serviços que vão desde pintura e reboco à troca de telhado, portas, janelas, pia e vaso sanitário, conforme a demanda apresentada pelos próprios moradores. O investimento por residência pode chegar a até R$11 mil.

“A gente sabe que, quando é feita uma obra como essa, ela transforma e muda de verdade a vida das pessoas para sempre. Não adianta a gente fazer tantas obras nos bairros, como estamos fazendo em toda a cidade, se as pessoas não morarem bem. Eu tenho certeza de que a vida dessas famílias beneficiadas aqui no Calabetão era uma antes da chegada do Morar Melhor e será outra vida a partir de agora. Uma vida com muito mais dignidade”, disse o prefeito Bruno Reis.

Uma das beneficiadas nesta etapa no Calabetão foi Jaqueline da Silva Pinheiro, de 32 anos, moradora da comunidade desde que nasceu. Mãe-solo, ela atua como empregada doméstica para cuidar dos dois filhos: Valentin, de 4 anos, e Nicole, de 13. “Aqui, antes, a frente da casa não era rebocada. Também molhava muito, porque tinha laje, mas não era coberta ainda. Quando chovia, infiltrava. Era uma casa só de verão, de inverno, não”, disse.

“O Morar Melhor chegou no momento certo, eu já estava precisando de uma reforma. E o que eu não gastei com a obra, pude suprir dentro de casa para meus filhos. E não ajudou só a mim, como toda a minha vizinhança, porque foram 200 casas. Agora posso receber mais gente, minha família toda. Eu até me emociono, porque fico lembrando das coisas que já passei nesta casa”, afirmou.

Programa - Titular da Seinfra, Francisco Torreão destacou que o Morar Melhor tem essa característica, de ir até as pessoas que mais precisam. “Já são mais de 52 mil famílias, mas toda entrega é uma história diferente, uma emoção nova, apesar das melhorias serem até parecidas”, disse.

O sentimento é só de gratidão, de felicidade, por ver que a gente pode mudar a vida de tantas pessoas. A gente dá dignidade sem mudar de endereço. Elas não precisam mudar de onde conhecem os familiares, os amigos e, ao longo de anos, criaram um relacionamento”, completou.

O Morar Melhor segue critérios como precariedade dos bairros, baseado em dados do IBGE; áreas com maior predominância de domicílios com alvenaria sem revestimento; maior predominância de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza; maior predominância de mulheres chefes de família, entre outros requisitos.

Não são contemplados imóveis em situação de risco, imóveis de aluguel ou famílias que apresentem renda superior a três salários mínimos. Desde 2015, o Morar Melhor já reformou cerca de 52 mil imóveis em mais de 300 localidades da capital baiana.

Entre os locais beneficiados apenas este ano estão Arenoso, Nova Constituinte, Ilha Amarela, Lobato, São Gonçalo do Retiro, Pirajá, Mirantes de Periperi, Calafate (Fazenda Grande do Retiro), Parque Tercal (Campinas de Pirajá), Buraco da Gia (Brotas), Santa Mônica e Narandiba.

Feirinha - Na mesma visita, Bruno Reis assinou uma ordem de serviço para a instalação de uma cobertura isotérmica na Feirinha do Calabetão, que fica às margens da BR-324. “Esses trabalhadores aqui trabalham sem quaisquer condições dignas, às vezes até sub-humanas. Perdem as suas mercadorias, têm que conviver com a chuva e com o sol, os clientes não têm segurança. Então nós vamos mudar essa realidade”, disse.

“Eu assinei aqui para a gente começar imediatamente as obras. Nós vamos tirar essas barracas que não atendem ao padrão da Prefeitura, da cidade que nós queremos, pois são de madeira. Vamos organizar tudo, colocar cobertura isotérmica, fazer a calçada, instalar novas barracas, onde inclusive eles podem guardar as mercadorias. Com iluminação, também, para todo mundo trabalhar com segurança e conforto”, completou.

Logo da Rádio Salvador FM

Rádio Salvador FM