'Volume de recursos não foi desperdiçado', afirma Jerônimo Rodrigues sobre retomada do VLT

Foto de Yuri Abreu e Vinícius Ribeiro

Yuri Abreu e Vinícius Ribeiro

Política

14 de junho de 2024 às 13h19

 | 

Foto: Vagner Souza/Salvador FM

Imagem de 'Volume de recursos não foi desperdiçado', afirma Jerônimo Rodrigues sobre retomada do VLT

O governador Jerônimo Rodrigues assinou, na manhã desta sexta-feira (14), a ordem de serviço para o início das obras do novo projeto do Veículo Leve de Transporte (VLT) de Salvador e Região Metropolitana. O imbróglio do empreendimento se arrasta há três anos, quando o sistema ferroviário foi extinto. A obra foi oficialmente paralisada após distrato entre Estado e o consórcio Skyrail Bahia, em 2023. 

Durante pronunciamento na solenidade, o chefe do Executivo estadual ressaltou que o distrato não trouxe prejuízos ao erário. "Quero inclusive esclarecer à população baiana que os investimentos que foram feitos anteriormente, tanto pela empresa ou pelo Estado, esse volume de recursos não foi desperdiçado", garantiu o governador. 

Jerônimo explicou ainda que parte do planejamento iniciado em 2021 será reaproveitado. "Uma parte dos locais onde os funcionários ficarão como alojamento é obra, é parte e será utilizada nessa obra agora, então não houve perda de recursos investidos tanto nessa parte quanto na parte do Estado, que fez a parte de elétrica", frisou.

Serão 36 quilômetros sobre trilhos, com 33 estações, além da recuperação da Estação da Calçada. Haverá o trecho 1 entre Calçada e Ilha de São João, o trecho 2 de Paripe a Águas Claras, e o terceiro entre Águas Claras e Piatã.

O novo edital do VLT, lançando em dezembro de 2023, prevê investimentos da ordem dos R$ 3,2 bilhões e inclui as obras civis de implantação e o sistema de energia, além da duplicação de 7,5km da rodovia estadual BA-528 (Estrada do Derba), a implantação de Via Alimentadora Parque de São Bartolomeu, com 7,1 Km, além da recuperação de edifício da antiga Fábrica São Brás, fechada em 1959, no bairro de Plataforma, no Subúrbio Ferroviário, e a iluminação pública para o sistema viário e arredores da implantação do VLT. 

Trens

Os trens do novo projeto do VLT serão adquiridos junto ao governo do Mato Grosso. A aquisição, que chegou a ser questionada devido à vida útil de 10 anos dos veículos, foi explicada pelo governador baiano.   

"É um multidão em torno disso, da mesma forma acompanhada pelos técnicos do Governo do Mato Grosso e também técnicos especialistas do Tribunal de Contas. Os tribunais de contas também ofereceram análise, porque eles não aprovariam qualquer tipo de acordo de compra se o parecer técnico da área deles não tivesse condizente com o que nós estamos propondo, então nós estamos prestes a fechar esse acordo e assinar o documento final", sinalizou Jerônimo.

Ainda segundo o governador, apesar do tempo em desuso, os trens são testados com frequência e passam por manutenção. 

Logo da Rádio Salvador FM

Rádio Salvador FM